Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Engenharia de São Carlos
 
Hidráulica e Saneamento
 
Disciplina: SHS0614 - Saneamento e Meio Ambiente
Sanitation and Environment

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 75 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
Propiciar ao aluno uma visão integrada da questão ambiental, compreendendo como as modificações ambientais impactam a qualidade de vida; conhecer e refletir sobre estratégias de intervenção no campo de atuação do arquiteto e urbanista, alinhadas ao conceito de sustentabilidade.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1766149 - Tadeu Fabricio Malheiros
 
Programa Resumido
A questão ambiental. Modificações ambientais, pressão sobre a capacidade de suporte do meio ambiente, qualidade e poluição ambiental, e sua influência na qualidade de vida. Sustentabilidade e estratégias de resposta da sociedade. O papel do arquiteto e urbanista na resolução destes problemas e sua responsabilidade socioambiental. Saneamento ambiental – conceitos e aspectos de projeto na interface com a atuação do arquiteto e urbanista. Estratégias de sustentabilidade na atuação do arquiteto e urbanista nas interfaces de sistemas de resíduos sólidos, sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitários, drenagem urbana, sistemas de verde urbano. Saneamento ambiental em pequenas comunidades e áreas de pobreza. A avaliação de sustentabilidade e a avaliação de impactos, instrumentos e aplicações. Indicadores de sustentabilidade e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS. Instrumentos de planejamento ambiental e interfaces de atuação do arquiteto e urbanista. Sistemas de gestão ambiental e aplicações diversas.
 
 
 
Programa
Apresentação da questão das modificações ambientais e impactos, abordando a pressão sobre os recursos naturais; os principais problemas ambientais urbanos e a influência destes na qualidade de vida; o papel do arquiteto e urbanista na resolução destes problemas e sua responsabilidade socioambiental. Conceito de sustentabilidade e do enfoque da avaliação de sustentabilidade, contextualizando no campo de atuação do arquiteto e urbanista. (ii) Saneamento ambiental, apresentação, discussão do conceito e suas interfaces no planejamento municipal. (iii) A questão dos resíduos sólidos, com reflexão sobre os padrões de consumo e de produção e a geração de resíduos. Serão abordados os enfoques dos R´s - redução, reutilização e reciclagem na gestão de resíduos sólidos. Também serão abordados os processos de gerenciamento de resíduos sólidos (acondicionamento; coleta, transporte, tratamento e disposição final dos resíduos – aterros), e os aspectos a serem considerados na escala do planejamento urbano e também na escala de projetos de edificações. (iv) Discussão do saneamento ambiental com foco nos Sistemas de abastecimento de água e esgotamento de águas residuárias, apresentando importância da qualidade de água, e seu rebatimento em saúde pública, e interfaces no planejamento municipal. Serão abordadas as etapas para o sistema de abastecimento de água - de captação no manancial, adução, tratamento e distribuição, como também as etapas para o tratamento do esgoto: coleta, transporte, afastamento, tratamento e disposição final da água tratada. As etapas serão abordadas a partir das tecnologias e seus aspectos relacionados ao planejamento municipal, e também suas relações com desenvolvimento de projetos de parcelamento do solo e edificações. (v) Discussão do saneamento ambiental, com foco na drenagem urbana e sistema de verde urbano. Serão apresentados seus sistemas de gerenciamento, tecnologias e rebatimentos no planejamento urbano e de edificações. (vi) A questão do saneamento de pequenas comunidades, tecnologias apropriadas e enfoques para diálogo. (vii) Saneamento em áreas de pobreza e vulnerabilidade ambiental, alternativas tecnológicas, aspectos legais e financeiros, e empoderamento social. (viii) Gestão ambiental municipal. Os sistemas de meio ambiente. Mecanismos para o desenvolvimento sustentável. (ix) Cidades Sustentáveis. Participação, Negociação e Conselhos de tomada de decisão. (x) Indicadores de sustentabilidade aplicados ao contexto do saneamento ambiental, com apresentação de estudos de casos na área de planejamento urbano. Incorporação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS em sistemas de monitoramento de sustentabilidade.
 
 
 
Avaliação
     
Método
(i) Realização de um projeto aplicado aos temas do saneamento ambiental, utilizando a abordagem da sustentabilidade. (ii) exercícios aplicados em sala de aula, para reflexão crítica dos temas abordados.
Critério
Média ponderada de notas do projeto (peso 7) edos exercícios aplicados (peso 3).
Norma de Recuperação
Prova única. A nota final (MF) do aluno que realizou prova de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da nota da prova de recuperação (PR), como segue: * MF=5 se 5 ≤ PR ≤ (10 - MS); * MF = (MS + PR) / 2 se PR > (10 – MS) * MF = MS se PR < 5.
 
Bibliografia
     
AVILA, R.D.; MALHEIROS, T.F. O sistema municipal de meio ambiente no Brasil: avanços e desafios. Saúde e Sociedade, v. 21, p. 33-47, 2012. Brasil. Ministério do Meio Ambiente. Sustentabilidade urbana: impactos do desenvolvimento econômico e suas consequências sobre o processo de urbanização em países emergentes. Saneamento Básico. NUNES T.;ROSA J.S.; MORAES R. F. (Org.). Brasília: MMA, 2015. (Foco no capítulo: HELLER L. Mudanças e saneamento básico: impactos, oportunidades e desafios para o Brasil. Páginas 10 – 46. Brasil. Ministério do Meio Ambiente. Sustentabilidade urbana: impactos do desenvolvimento econômico e suas consequências sobre o processo de urbanização em países emergentes. Habitação social e sustentabilidade urbana. NUNES T.; ROSA J. S.; MORAES R. F. (Org.). Brasília: MMA, 2015. (Foco no capítulo: FERREIRA J. S. W. & FERRARA L. A formulação de uma nova matriz urbana no Brasil, baseada na justiça socioambiental. Páginas 9 – 46. MALHEIROS, T.F. et al. Desigualdades sociais urbanas e discriminação no acesso à água. In: PHILIPPI JR, A., BRUNA G.C. (ed.) Gestão Urbana e Sustentabilidade. Barueri: Manole, 2019 OAKLEY, P. & CLAYTON, A. Monitoramento e avaliação do empoderamento. Tradução de Zuleika Arashiro e Ricardo Dias Sameshima. São Paulo:Instituto Pólis, 2003. PHILIPPI JR A, MALHEIROS TF. Águas Residuárias: Visão de Saúde Pública e Ambiental. In: PHILIPPI JR A (ed.). Saneamento, Saúde e Ambiente: Fundamentos para um Desenvolvimento Sustentável. 2ª ed. Barueri, SP: Manole, 2018. PHILIPPI JR A, MALHEIROS TF. Gestão Ambiental Local: Estratégia para integrar qualidade ambiental urbana e desenvolvimento humano. In: SANTANA AP (org). Cidade e saúde. Coimbra: Universidade de Coimbra, 2007. PHILIPPI JR A, MALHEIROS TF. (ed.) Indicadores de Sustentabilidade e Gestão Ambiental. Barueri, SP: Manole, 2013. PHILIPPI JR A, MALHEIROS TF. Saneamento Ambiental e Ecologia Aplicada. In: PHILIPPI JR A, CAFÉ ALVES A (ed.). Curso Interdisciplinar de Direito Ambiental. Barueri, SP: Manole, 2005. PHILIPPI JR A, MALHEIROS TF. Saneamento e Saúde Pública: Integrando Homem e Ambiente. In: PHILIPPI JR A (ed.). Saneamento, Saúde e Ambiente: Fundamentos para um Desenvolvimento Sustentável. 2ª ed. Barueri, SP: Manole, 2018. PHILIPPI JR, A. Mecanismos governamentais para o desenvolvimento sustentável. In: PHILIPPI JR, A. et al.(ed.) Municípios e meio ambiente. Brasília: ANAMMA; 1999 PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Metodologia para a elaboração de Relatórios GEO Cidades - Manual de Aplicação - Versão 2. México: PNUMA, 2004.
 

Clique para consultar os requisitos para SHS0614

Clique para consultar o oferecimento para SHS0614

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP