Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Licenciatura em Ciências Exatas - São Carlos
 
Licenciatura em Ciências Exatas
 
Disciplina: SLC0605 - Introdução aos Estudos da Educação I
Introduction to Education Studies I

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 90 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 30 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Apresentar e discutir algumas questões centrais da Educação e da escolaridade básica em suas vinculações com a História e o exercício da Cidadania, por meio do exame geral de aspectos fundamentais da Filosofia e História das instituições educacionais, de suas práticas, de seus agentes sociais, seus princípios e valores.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
64134 - Edna Maura Zuffi
 
Programa Resumido
Funções da Filosofia, História e Sociologia das instituições educacionais na formação de professores. Qualidade na Educação. Cidadania e Educação. Valorização da docência. Projetos educacionais. Ensinar como especificidade humana.
 
 
 
Programa
Funções da Filosofia, História e Sociologia das instituições educacionais na formação de professores. Qualidade na Educação: qualidade versus quantidade; os sistemas de avaliação estaduais, nacionais e internacionais. A Educação e o mundo do trabalho. A ideia de Projetos: projetos individuais e coletivos. Tolerância e Cidadania em Educação. Escola Pública: autonomia e valorização do professor. Docência sem discência? Ensinar não é transferir conhecimentos. Ensinar como especificidade humana. As Práticas como Componentes Curriculares (PCC), sempre relacionadas às discussões e leituras realizadas e articulando os conhecimentos teóricos, compreendem as seguintes atividades: - discussões, embasadas em argumentos teóricos e dados estatísticos, sobre a qualidade da educação e suas relações com o mundo do trabalho, em suas vinculações com o exercício da cidadania e também com as experiências pessoais de formação escolar dos licenciandos na escolaridade básica; - exame, através de resenhas e sínteses escritas, de alguns aspectos fundamentais da cultura das instituições educacionais, de suas práticas, de seus agentes sociais, seus princípios e valores e suas relações com as teorias educacionais estudadas; - leituras e debates sobre questões educacionais veiculadas pela imprensa nacional e/ou internacional, com a finalidade de despertar no futuro professor um posicionamento crítico-reflexivo frente aos acontecimentos atuais que envolvem a Educação e a melhoria do ensino público; - leitura e interpretação de textos de alguns pensadores da Educação Nacional, com posterior apresentação dos mesmos pelos futuros professores, como práticas iniciais de organização de aulas e apresentação oral de ideias, a toda a sala. - debates a respeito dos sistemas de avaliação da educação, em níveis estadual, nacional e internacional e seus reflexos sobre as práticas de ensino, aprendizagem e avaliação em salas de aula. - entrevistas com alunos e professores da escola básica, pública e privada, a respeito dos itens anteriores.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, leitura e interpretação de textos, pesquisas em jornais e revistas, apresentações orais.
Critério
Participação em seminários, produção de resenhas e relatórios escritos, apresentações orais.
Norma de Recuperação
Critério de aprovação: média final igual ou superior a 5,0. Norma de Recuperação: Média final + nota de recuperação = média aritmética igual ou superior a 5,0. Época de realização da recuperação: até uma semana antes da data máxima para cadastro das notas no Sistema Júpiterweb, conforme o Calendário Escolar USP.
 
Bibliografia
     
AMORIM, Mário Lopes. Exigência para o desenvolvimento das nossas industrias: o ensino técnico no contexto da lei orgânica do ensino industrial. História da Educação. Hist. Educ.[Online]. Porto Alegre, v. 17, n. 41, Set./dez. 2013, p. 123-138. BRAGHINI, Katya Z.; BONTEMPI Jr., Bruno. As reformas necessárias ao ensino secundário brasileiro nos anos 1950, segundo a Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Educ. rev. [online]. 2012, vol.28, n.3, pp. 241-261. DEWEY. J.- Vida e educação. Melhoramentos, 1971. FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa, São Paulo: Paz e Terra, 1996. FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. KOCH, I. G. V. e ELIAS, V.M. Ler e escrever: estratégias de produção textual. 2ª ed. São Paulo, Contexto. 2009. MACHADO, N.J., Cidadania e Educação, Coleção Ensaios Transversais, São Paulo: Escrituras Editora, 1997. NUNES, C. O “velho” e “bom” ensino secundário: momentos decisivos. Revista Brasileira de Educação, São Paulo: ANPED, nº 14, pp. 35-60, mai./jun./jul./ago. 2000. PLATÃO-Diálogos. EFPa. Belém, 1980. ROUSSEAU, J.J. - Obras - textos políticos - em 2 vols. trad. de Lourival Gomes Machado, Porto Alegre, Globo: 1958. SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. Campinas: Autores Associados LTDA, 2007 SAVIANI, D. Trabalho e Educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, jan/abr. 2007, pp. 152-165. SAVIOLI, F.P. e FIORIN, J. L. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 17a. ed. SEVERINO, A.J., Educação, Ideologia e contra-ideologia, São Paulo: EPU, 1986. SACRISTÁN, J. Gimeno; Pérez GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. 4.ed. Porto Alegre: ArtMed, 1998. VIDAL, D.G. e HILSDORF, M.L.S. (Orgs.) Tópicos em História da Educação. São Paulo: Edusp, 2001.
 

Clique para consultar os requisitos para SLC0605

Clique para consultar o oferecimento para SLC0605

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP