Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação
 
Matemática
 
Disciplina: SMA0340 - Introdução aos Estudos da Educação
Introduction to Educacional Studies

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 30 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
Apresentar e discutir algumas questões centrais da educação e da escolaridade básica em suas vinculações com o exercício da cidadania, por meio do exame geral de aspectos fundamentais da cultura das instituições educacionais, de suas práticas, de seus agentes sociais, seus princípios e valores. Fornecer ao aluno do curso de Matemática um contato sistemático com as questões educacionais veiculadas pela imprensa nacional e/ou internacional, com a finalidade de despertá-lo para o posicionamento crítico-reflexivo frente aos acontecimentos atuais que envolvem a Educação e a melhoria do ensino público. Proporcionar a leitura e interpretação de textos de alguns pensadores da Educação Nacional.
 
Present and discuss some core issues of education and their relations with the exercise of citizenship through the general examination of key aspects of the culture of educational institutions, their practices, their social agents, its principles and values. Provide the student of Mathematics a contact with educational issues through the national and/or international reports, in order to wake him for positioning critical-reflective about current events involving education and the improvement of public education. Providing reading and interpretation of texts of some thinkers of Education.
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5520490 - Ma To Fu
 
Programa Resumido
Qualidade na Educação. Projeto. Tolerância e Cidadania em Educação. Escola Pública: autonomia e valorização do professor. Relação do indivíduo com a ciência. Relação entre ciência, técnica e educação. Escola e democracia. A educação na imprensa atual.
 
Quality in Education. Project. Tolerance and Citizenship Education. Public School: autonomy and teacher’ valuation. Individual's relationship with science. Relationship between science, technology and education. School and democracy.
 
 
Programa
Qualidade na educação: a educação e o mundo do trabalho; projetos individuais e coletivos; qualidade X quantidade. A ideia de Projetos. Tolerância e Cidadania em Educação. Escola Pública: autonomia e valorização do professor. Docência sem discência? Ensinar não é transferir conhecimentos. Ensinar como especificidade humana. Relação do indivíduo com a ciência. Relação entre ciência, técnica e educação. As teorias da Educação e o problema da marginalidade. Escola e Democracia. A Educação na Imprensa atual. Uso de diferentes linguagens por meio das tecnologias de comunicação e informação no ambiente educativo visando a produção de conhecimento que compõem a leitura e a redação de textos relativos à disciplina para identificar e orientar sobre as dificuldades sintáticas, como concordâncias verbal e nominal, regências verbal e nominal etc. Estudo da relação teoria-prática, dentro das temáticas da disciplina, com reflexões e narrativas sobre situações vivenciadas em salas de aula da Escola Básica. As Práticas como Componentes Curriculares (PCC) compreendem as seguintes atividades: - discussões, embasadas em argumentos teóricos e dados, sobre algumas questões centrais, como: a qualidade da educação e suas relações com o mundo do trabalho, a formação em ciências e suas tecnologias, em suas vinculações com o exercício da cidadania e também com as experiências pessoais de formação escolar dos licenciandos na escolaridade básica (4h); - realização do exame, através de resenhas e sínteses escritas, de alguns aspectos fundamentais da cultura das instituições educacionais, de suas práticas, de seus agentes sociais, seus princípios e valores e suas relações com as teorias educacionais estudadas e orientações sobre as dificuldades sintáticas, concordâncias verbal e nominal, regências verbal e nominal etc. (4h); - realização de leituras e debates sobre questões educacionais veiculadas pela imprensa nacional e/ou internacional, com a finalidade de despertar no futuro professor um posicionamento crítico-reflexivo frente aos acontecimentos atuais que envolvem a Educação e a melhoria do ensino público (4h); - realização de leitura e interpretação de textos de alguns pensadores da Educação Nacional, com posterior apresentação dos mesmos pelos futuros professores, como práticas iniciais de organização de aulas e apresentação oral de ideias, a toda a sala (4h). - realização de debates a respeito dos sistemas de avaliação da educação, em níveis estadual, nacional e internacional e seus reflexos sobre as práticas de ensino, aprendizagem e avaliação em salas de aula (4h). - o graduando deverá realizar entrevistas com alunos e professores da escola básica, pública e privada, a respeito dos itens anteriores (10h).
 
Quality in education: education and work; individual and collective projects; quality X amount. The idea of Projects. Tolerance and Citizenship Education. Public School: autonomy and teacher’ valuation. Teaching is not knowledge transfer. Teaching as human specificity. Individual's relationship with science. Relationship between science, technology and education. Theories of Education and the problem of marginality. School and Democracy. Using different languages by means of information and communication technologies in the educational environment aimed at producing knowledge that make reading and writing texts related to the discipline.
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e dialogadas para a introdução e síntese de conteúdos. Problematização das leituras indicadas. Discussões e outras atividades tendo como referência a literatura concernente, a consideração da realidade das escolas brasileiras e o exame de diversos materiais.
Critério
Instrumentos de avaliação do aluno: elaboração de resenhas e sínteses dos textos base, observando qualidades textuais como: coerência, coesão, clareza, concisão e correção gramatical. Seminários referentes aos textos base. Utilização de recursos das TICs para elaboração dos trabalhos, que deverão contemplar as qualidades textuais. Prova dissertativa e/ou Relatório da Disciplina a critério do professor. Participação nas atividades da aula.
Norma de Recuperação
Número de provas: no mínimo uma (01) e no máximo duas (02) provas.
Critério de aprovação: a nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue:
MF=5 se 5 <= MR <= 10 - MS;
MF = (MS + MR) / 2 se MR > 10 - MS
MF = MS se MR < 5.
 
Bibliografia
     
Livros-textos: BRASIL. (país) Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Ministério da Educação. Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. – Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013. Disponível em http://portal.mec.gov.br/docman/julho-2013-pdf/13677-diretrizes-educacao-basica-2013-pdf/file. Acessado em 03/05/2019. BRASIL (País) Base Nacional Comum Curricular: Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017. A Base, Vídeo: baseemação e Guia de Implementação. Disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acessado em 24/03/2019. BRASIL (País) INEP. Censo Escolar. Disponível em http://portal.inep.gov.br/basica-censo. Acessado em 16/05/2017. DIGIÁCOMO, Murillo José, Estatuto da criança e do adolescente anotado e interpretado /Murillo José Digiácomo e Ildeara Amorim Digiácomo.-Curitiba.. Ministério Público do Estado do Paraná.Centro de Apoio Operacional das Promotorias da Criança e do Adolescente, 2013. 6ª Edição. Disponível em http://www.crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/caopca/eca_anotado_2013_6ed.pdf. Acessado em 05/02/2017. DURKHEIM, E. Educação e Sociologia. Portugal: Edições 70, 2007. FREINET, C. Para uma Escola do Povo. São Paulo: Martins, 2001. FREIRE, P., Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa, São Paulo: Paz e Terra, 1996. HILSDORF, M.L.S. História da educação brasileira: leituras. 2ª. Reimp. (S. Paulo: Thomson-Learning, 2006). KOCHE, Vanilda Salton, BOFF, ‎. O. M. B., PAVANI , C. F. Prática textual: atividades de leitura e escrita. Petrópolis, RJ: Vozes. 2017. Cap. 1 a 6. MACHADO, N.J., Cidadania e educação, Coleção ensaios transversais, São Paulo: Escrituras Editora, 1997. MARTINS, M. H. O que é leitura. 19. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. MORIN, Edgar Os setes saberes necessários para a educação do futuro. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/EdgarMorin.pdf. Acessado em 16/05/2017. PISSARA, M. C. P. Rousseau: a política como exercício pedagógico. São Paulo: Moderna, 2005. SEVERINO, A.J., Educação, ideologia e contra-ideologia, São Paulo: EPU, 1986. Complementares: ALVES. R., Estórias de quem gosta de ensinar, 1985. Coletânea de textos sobre Educação na imprensa atual. D´AMBRÓSIO, U., Educação matemática: da teoria à prática, Campinas, SP: Papirus, 1996. FION, J. L. e SAVIOLI, F. P. Como elaborar uma resenha. Disponível em inforum.insite.com.br/arquivos/22342/Como_fazer_uma_resenha.doc‎. Acessado em 28/01/2014. FREINET, C. Pedagogia do Bom Senso. São Paulo: Martins Fontes, 1988. FREIRE, P., Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. LUCKESI, C.C. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1991. MACHADO, I. L. Educação Montessori: de um Homem novo para um Mundo novo. São Paulo: Pioneira: 1986. MARTINS, M. J. D., MOGARRO, M. J. A educação para a cidadania no século xxi. Revista ibero-americana de educação. N.º 53 (2010), pp. 185-202. Disponível em http://comum.rcaap.pt/bitstream/123456789/4201/1/Martins%20e%20Mogarro%202010%20cidadania.pdf. Acessado em 03/02/2014. OTTE, M. O formal, o social e o subjetivo: introdução à filosofia e à didática da matemática, Editora da UNESP, 1993. Revista Nova Escola. Edição Especial: Grandes Pensadores. SACRISTÁN, J. Gimeno; Pérez GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. 4.ed. Porto Alegre: ArtMed, 1998. SÃO PAULO (Estado) (2009) Manual de proteção escolar e promoção da cidadania, sistema de proteção escolar. Disponível em www.fde.sp.gov.br/Arquivo/protecao_escolar_web.pdf. Acessado em 15/01/2014. SÃO PAULO (Estado) (2009) Normas Gerais de Conduta Escolar. Sistema ,sistema de proteção escolar. Disponível em www.fde.sp.gov.br/Arquivo/protecao_escolar_web.pdf. Acessado em 15/02/2013. SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Currículo do Estado de São Paulo: Matemática e suas tecnologias / Secretaria da Educação; coordenação geral, Maria Inês Fini; coordenação de área, Nilson José Machado. – 1. ed. atual. – São Paulo : SE, 2012.72 p. (pág 7 a 10) Disponível em http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/783.pdf. Acessado em 24/03/2019. SAVIANI, D. Análise crítica da organização escolar brasileira através das leis 5540/68 e 5692/71, in Garcia, W.E. (org.) Educação Brasileira Contemporânea: organização e funcionamento. McGraw-Hill do Brasil, 1976. SAVIANI, D., Escola e Democracia, São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1984.
 

Clique para consultar os requisitos para SMA0340

Clique para consultar o oferecimento para SMA0340

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP